Natação: benefícios, gasto calórico e estilos de nado

Natação: benefícios, gasto calórico e estilos de nado

Encontrar um exercício que ajuda a emagrecer, ganhar massa muscular, melhorar condicionamento físico, ajudar quem tem problemas respiratórios e que ainda tenha poucas chances de lesões pode parecer uma tarefa difícil. Mas, na verdade, um dos esportes mais praticados no mundo reúne todas essas características: a natação.

“A natação traz muitos benefícios para ter uma vida mais saudável, manter um corpo equilibrado e, principalmente, queimar calorias de uma maneira prazerosa””A natação traz muitos benefícios para ter uma vida mais saudável, manter um corpo equilibrado e, principalmente, queimar calorias de uma maneira prazerosa”

No entanto, antes de cair na água, é preciso conhecer algumas características desse esporte e tirar dúvidas para não vacilar na hora do treino.

A natação queima mais calorias do que outras atividades de baixo impacto, como a caminhada, por exemplo. Por esse motivo, ela é indicada para quem tem pressa em perder peso, mas não suporta o desgaste de atividades muito puxadas. O risco de lesões é mínimo porque não há impacto sobre as articulações.

Estilos de nado
Crawl: tipo mais fácil de nado, o crawl também é o mais praticado no mundo. “Esse tipo é facilmente realizado por pessoas de todas as idades, inclusive os idosos”, explica a personal trainer e professora Rosana Tarlé, da Academia Forum Exere Fitness. O movimento simples dos braços e as pernadas do crawl fazem com que ele trabalhe bastante bíceps, tríceps, quadríceps, peitoral e músculos anteriores da perna.
Como pode ser feito em diferentes intensidades e seu movimento não envolve muito esforço das articulações e dos músculos, ele não contém contraindicações. “Mesmo que não exista um grupo que não deva praticar o crawl, é preciso fazer uma avaliação com um profissional antes de cair na piscina”

Nado costas: Quase tão fácil de ser praticado quanto o crawl, o nado costas também é muito bom para os iniciantes. Ele trabalha os músculos posteriores das coxas, músculos costais, trapézio, tríceps, panturrilha e glúteos.
O fortalecimento dos músculos das costas também ajuda a melhorar a postura. “Muitos médicos receitam aulas de natação para seus pacientes com problemas na coluna. Com esse fortalecimento, os músculos conseguem manter a postura adequada.
O único ponto negativo desse nado é que algumas pessoas que têm mais dificuldade de boiar reclamam que a água entra mais facilmente no nariz e na boca, atrapalhando o nado e deixando a aula pouco prazerosa.

Nado peito: o nado peito, mesmo que não seja tão difícil quanto o borboleta, apresenta uma série de movimentos que podem dificultar os primeiros treinos. De acordo com a professora Rosana, a maioria das pessoas não aprende com facilidade a pernada dessa modalidade, já que o movimento não é feito naturalmente. “Esse é um ótimo nado para trabalhar os bíceps, músculos anteriores da coxa, adutores e o todo o peitoral”.

Nado borboleta (golfinho): O nado borboleta, também conhecido como nado golfinho, é o mais difícil de ser realizado. “Os movimentos não são complicados, o que o torna mais difícil é a utilização de alguns músculos e movimentos que não fazemos durante o nosso dia-a-dia.

Os homens com quadril mais duro tem dificuldade de fazer a pernada dessa modalidade, enquanto as mulheres, que normalmente têm menos força nos braços, sentem dificuldade de sair da água com toda a parte superior do corpo. Mas, com um pouco de prática e persistência, essas dificuldades iniciais desaparecem.

Gasto calórico da natação
Embora a natação, de maneira geral, traga benefícios à saúde, os diferentes tipos de nado trabalham partes do corpo de maneira específica, o que também causa uma diferença na quantidade de calorias queimadas. “Na verdade, as modalidades de natação trabalham todos os grandes complexos musculares, o que muda é a intensidade com que alguns músculos são trabalhados”, explica a personal trainer e professora Rosana Tarlé, da Academia Forum Exere Fitness.

Gasto calórico de cada nado
Borboleta: 840 calorias por hora
Crawl: 720 calorias por hora
Costas: 720 calorias por hora
Peito: 660 calorias por hora

Benefícios da natação
A natação é um dos esportes mais praticados no mundo. É uma atividade física completa, pois trabalho diversos músculos do corpo e traz uma série de benefícios à saúde. Confira:

Melhora a respiração: as aulas de natação são excelentes para quem tem problemas respiratórios, como asma e bronquite, já que o aluno aprende a controlar a inspiração e expiração juntamente com os movimentos. Além disso, a umidade ajuda a dilatar as vias respiratórias das pessoas que têm dificuldade para respirar
Ajuda e emagrecer: para que haja uma queima de gordura eficiente em qualquer atividade física, é importante que esta seja praticada com regularidade. As intervenções mais severas nem sempre são as mais eficientes em médio prazo, é o famoso efeito sanfona. É importante que a pessoa sinta prazer em nadar, e não que aquilo seja um sacrifício momentâneo. Para o American College of Sports, uma pessoa saudável é a que gasta entre 1.000 e 1.500 kcal por semana com a prática esportiva. O exercício pode consumir entre 300 e 500 kcal por dia
Baixo impacto: mesmo sendo uma das atividades físicas que mais queima calorias, a natação traz pouco impacto para as articulações. Por isso é recomendada para a terceira idade e pessoas que sofrem de doenças como artrite reumatoide
Trabalha diversos músculos: a natação exige o trabalho de pernas, braços, abdome. A execução igual e bilateral dos movimentos garante o desenvolvimento equilibrado e amplo de todos os músculos
Ganho de massa muscular: A natação é uma boa alternativa para o ganho de massa muscular, especialmente para pessoas sedentárias. Isto porque na natação é trabalhado um número muito grande de músculos. ?Mas após um período de treinamento na natação é importante fazer treinos musculares específicos para que se obtenha maiores resultados em ganho de massa muscular”, explica a educadora física Fernanda Andrade
Ajuda no tratamento da fibromialgia: segundo o professor Jamil Natour, a atividade física deve estar em todos os tratamentos de fibromialgia e já foi comprovado que exercícios aeróbicos de baixo impacto são os que trazem maiores benefícios. Em estudos feitos anteriormente pelo professor Natour, são expostos resultados que apontam os efeitos positivos da caminhada e da corrida aquática. “A natação ainda não havia sido avaliada com o devido rigor científico e, neste ensaio clínico, apresentou resultados tão bons quanto os da caminhada, que tem benefícios comprovados. Pode ser uma opção mais interessante para uma pessoa que, além de fibromialgia, tem artrose no joelho, por exemplo”, explicou o pesquisador.
Dicas para começar a praticar natação
O cloro das piscinas é prejudicial aos olhos e cabelos. Por isso, é importante usar óculos de natação para impedir que a água entre em contato com os olhos e lavar bem o cabelo após uma aula de natação.

Na hora de escolher os óculos, é importante optar por modelos que melhor se adaptem ao seu formato de rosto. “Outro cuidado importante é trocar o óculos de tempos em tempos, senão a borracha que impede que a água entre em contato com os olhos fica ressecada e dura, perdendo a sua funcionalidade