Entenda a importância das proteínas para pessoas que treinam

Entenda a importância das proteínas para pessoas que treinam

Se você está pensando em buscar o aumento da massa muscular ou até mesmo procurando a queima de gordura, é bem provável que já tenha ouvido falar a respeito da importância da proteína para quem treina.

Existem inúmeros mitos e até mesmo informações equivocadas a respeito deste tema, e para auxiliar você a alcançar seu objetivo, decidimos criar o post de hoje!

Tem interesse em saber mais sobre o assunto? Continue a leitura!

Principais funções das proteínas
As proteínas funcionam basicamente de forma estrutural no seu corpo.

Seu principal papel está relacionado à regeneração de tecidos: unhas, cabelos e a pele dependem desse nutriente para se manterem saudáveis.

Elas também atuam na recuperação muscular, pois são responsáveis por fazer com que todas as áreas lesionadas se recuperem e se adaptem para novos estímulos (como na síntese de novas fibras musculares — hipertrofia).

Vale ressaltar que a manutenção da massa magra é realizada por meio da ingestão desse nutriente, que também atua no fortalecimento do seu sistema imunológico e, em alguns casos, no fornecimento de energia.

Os carboidratos são a principal fonte de energia do nosso corpo, deixando a gordura em segundo lugar.

A proteína só se torna extrato energético quando se transforma em glicose e os níveis de açúcar no sangue estão baixos.

Os riscos do alto consumo de proteína
Apesar do seu papel ser importante para o corpo, é imprescindível informar que esse nutriente em excesso pode causar danos à saúde.

Pedras nos rins, osteoporose, desenvolvimento de doenças cardiovasculares e até mesmo problemas no fígado estão relacionados com o alto consumo desse nutriente.

As pessoas predispostas a eles devem ficar atentas ao que ingerem.

O principal risco da alta ingestão proteica é a sobrecarga renal.

Toda proteína que não é absorvida pelo corpo é excretada, e dessa forma, os rins se sobrecarregam durante o processo de eliminação.

A comunidade médica indica que um adulto saudável precisa somente de 0,8 gramas de proteína por quilo de massa corporal.

Esses requisitos se referem a pessoas que não praticam atividades físicas intensas regularmente.

Proteína para quem treina e onde encontrá-la
Atletas normalmente precisam de uma quantidade maior para poder sustentar a recuperação muscular dos seus treinos.

Para esse grupo de pessoas, o indicado normalmente é 2 gramas de proteína por quilo de peso corporal.

Note que esse número pode baixar ou aumentar de acordo com as necessidades individuais.

É extremamente importante a consulta com um nutricionista para saber qual é o seu caso.

Evite dietas “prontas”.

A proteína é encontrada nos seguintes alimentos: carnes vermelhas, carnes brancas, leguminosas, cereais, leite, queijo e seus derivados. Suplementos alimentares também são outras fontes disponíveis.

Lembre-se de que você não precisa comer carne para atingir uma alta ingestão desse nutriente.

Vegetarianos também são capazes de atingir a sua meta diária sem o menor problema.

Estas são as dicas sobre a ingestão de proteína para quem treina!