Conheça alguns benefícios da meditação e saiba como combiná-la com a atividade física

Conheça alguns benefícios da meditação e saiba como combiná-la com a atividade física

Hoje em dia, a prática de meditar está cada vez mais difundida, desvinculando-se de religiões e sendo, muitas vezes, um tratamento médico para casos de ansiedade e depressão.

Os benefícios da meditação são diversos, trazendo sensações de bem-estar, plenitude e paz interior. Quando combinada aos exercícios físicos, essa atividade se torna uma verdadeira arma contra algumas doenças físicas e psicológicas.

De um ponto de vista mais científico, podemos dizer que a meditação é uma técnica mental que permite o controle ou o esvaziamento dos pensamentos.

Essa técnica visa à melhoria das conexões neurais — e procura refazer alguns circuitos cerebrais que, se defeituosos, levam a doenças, como depressão e ansiedade.

Existem os praticantes que meditam da maneira mais tradicional, com as pernas cruzadas, enquanto outros preferem meditar em cadeiras ou poltronas (e até mesmo em pé ou andando).

O que todas essas maneiras de meditar têm em comum é o controle da respiração, pois é por meio dele que se consegue acalmar os pensamentos e chegar ao estado que vai além do pensar e do não pensar — ou, como muitos dizem, o “nirvana”.

Existem diversos artigos científicos espalhados pelo mundo todo que comprovam a eficácia da meditação para melhorar a saúde mental e física. Veja alguns deles.

De acordo com um artigo publicado na revista americana Psichology Today, a meditação diária diminui consideravelmente os níveis de estresse do indivíduo, independentemente da situação em que ele estiver.

Outro estudo mostrou ainda que os praticantes de meditação podem ser mais imunes a patógenos, com aumento de anticorpos contra alguns vírus e bactérias.

Além disso, cientistas confirmaram que a meditação também melhora a qualidade do sono e o rendimento nos estudos, inclusive em adolescentes.

Por que aliar meditação e exercícios físicos?

Mente sã, corpo são. Essa frase de origem latina não poderia ser melhor empregada para sintetizar por que é tão benéfico aliar meditação a atividades físicas.

Isso porque a combinação proporciona ao praticamente o que há de melhor nesses dois mundos, ou seja, na parte física e mental.

Além disso, a meditação ajuda na performance das atividades físicas ao aumentar a resistência do praticante, já que ele precisa mergulhar por vários minutos dentro de si mesmo e alterar seu estado de consciência até atingir o bem-estar esperado.

Da mesma forma, praticar exercícios físicos também ajuda na meditação por meio da liberação de dopamina, o hormônio do bem-estar. Com mais dopamina nos circuitos neuronais, meditar por longos minutos fica muito mais fácil, bem como chegar ao estado de “nirvana”

Como vimos, os benefícios da meditação vão muito além da sensação de paz e relaxamento. Por isso, essa prática pode melhorar a performance nas atividades físicas, principalmente se feita um pouco antes do início dos exercícios.

Quando aliados, os exercícios físicos e a meditação podem aumentar muito a qualidade de vida de qualquer pessoa.