Alongamento no treino de musculação: será que devo fazer?

Alongamento no treino de musculação: será que devo fazer?

Muito já se foi discutido entre especialistas sobre os benefícios do alongamento, principalmente para quem pratica atividades físicas de alto impacto. Alguns acreditam que o alongamento pode prevenir lesões, enquanto outros dizem que não há comprovação a esse respeito. No entanto é fato que o alongamento faz bem para a musculatura e, por isso, é sempre indicado pelos profissionais de educação física.

O alongamento é o exercício responsável por melhorar a flexibilidade dos atletas, mesmo aqueles que não são profissionais, uma qualidade física que é considerada fundamental. Outros benefícios que são trazidos pelo alongamento é a melhora na postura, na circulação sanguínea, além de fazer bem para questões emocionais, pois ajuda no controle da respiração.

De fato, o alongamento não irá trazer todos esses benefícios do dia para a noite, mas sim a médio e longo prazo. Quanto mais se pratica e se faz o alongamento, mais benefícios se consegue para a saúde do corpo e dos músculos. A longo prazo o alongamento pode sim ser fundamental na questão das reduções de lesões, já que quando nosso corpo se torna mais flexível, ele se trona também mais resistente.

Qual o melhor momento para alongar?
Essa é uma questão bastante comum entre os praticantes dos mais diversos tipos de atividade física e, apesar de existir algumas controvérsias também neste aspecto entre os profissionais, o que podemos afirmar com toda a certeza é que o alongamento deve ser feito de forma regular, de preferência diariamente, exatamente pelos motivos já citados acima. Quanto mais alongar, mais flexível a pessoa irá se tornar e mais benefícios irá garantira à sua saúde.

A maioria dos profissionais de educação física concordam que o alongamento pode (e é melhor) ser feito antes da atividade física, não exatamente pelo motivo de prevenir as possíveis lesões, mas porque não é recomendado fazer logo após a atividade física, principalmente se você praticar alguma atividade muito intensa ou de ritmo pesado.

No treino de musculação, por exemplo, o mais indicado é alongar antes, pois após o treino os músculos ficam com micro-traumas e, neste momento, o alongamento não irá trazer nenhum benefício, ao contrário, pode até provocar maior dano muscular. Como cada pessoa tem um objetivo diferente e um organismo funcionando de forma diferente, é sempre importante lembrar de consultar um profissional de educação física, que saberá te orientar da forma correta quanto aos alongamentos.

Por que alguns profissionais indicam o alongamento após o treino?
Depois do que dissemos você deve estar com essa dúvida em sua mente, não é mesmo? Alongar após o treino é permitido desde que seja feito da maneira correta. Neste momento, o alongamento não é utilizado para melhorar a sua flexibilidade e sim para relaxar e soltar a musculatura. Para isso, no entanto, os exercícios devem ser bem mais leves e de curta duração.

Há também quem acredite que o alongamento pós treino pode ser um aliado da hipertrofia. Especialistas afirma que alongar um grupo de músculos específicos e que foram bastante exigidos durante o treino de musculação pode aumentar os micro-traumas já sofridos e, dessa forma, potencializar a reconstrução muscular e a hipertrofia.

Lembre-se que, nesse caso, os exercícios de alongamento em nada vão ajudar na melhora de sua flexibilidade. Se você está considerando alongar após o treino para melhorar o ganho de massa magra converse antes com o seu personal trainer ou com o professor da sua academia para não correr o risco de lesionar os músculos e causar dores indesejadas.

Quanto tempo deve durar o alongamento?

A eficácia do alongamento está muita ligada a duração desse exercício. Estudos apontam que a duração mínima de um exercício para os determinados grupos musculares é de 15 segundos e o máximo de 45 segundos. Quando o tempo é maior do que o recomendando, pode ocorrer queda no desempenho muscular nas atividades que serão realizadas logo após alongar. É justamente por isso que alguns profissionais de educação física não recomendam o alongamento antes da musculação, no entanto basta não exagerar.

Mas fique atento também para não fazer rápido demais. Os estudos sobre os benefícios de alongar mostram que é preciso um tempo mínimo de 15 segundos, caso contrário o seu alongamento não fará qualquer diferença, ou seja, você não conseguirá alcançar o tão almejado objetivo de ganhar flexibilidade e resistência. Alongamentos mais rápidos e menos intensos não servem para a melhora da flexibilidade e são indicados apenas para o pós treino, como já explicamos anteriormente.

Portanto, invista em um programa bem estruturado e planejado para aumentar a sua flexibilidade e consequentemente ganhar uma melhora significativa no seu desempenho físico e na sua qualidade de vida. E não esqueça de consultar um profissional para potencializar os efeitos do seu alongamento de acordo com os objetivos que você deseja atingir.