A importância do exercício físico após os 60 anos

A importância do exercício físico após os 60 anos

Praticar exercícios físicos faz bem em qualquer idade e, quando se fala em idosos, atividade física é essencial para a manutenção da saúde e qualidade de vida. O treinamento na terceira idade previne doenças, ajuda no desenvolvimento da capacidade cardiorrespiratória e promove força e resistência cardiovascular contra situações de infarto, por exemplo.

O coração é um dos órgãos que mais se beneficiam da prática de exercícios, mas os músculos agradecem esse trabalho tão importante de estímulo. O aumento da força e da massa muscular são extremamente benéficos para a manutenção do movimento, pois é através dele que o cérebro se mantém ativo e protegido contra doenças como Alzheimer e Parkinson.

Manter um corpo em movimento também auxilia na diminuição do risco de quedas (principal causa de morte entre os idosos), das chances de desenvolver depressão e transtorno de ansiedade, além de preservar o metabolismo de evoluir para quadros de doenças como diabetes tipo II. A autonomia e independência de pessoas idosas também são fatores significativos para esse grupo.

Nunca é tarde para começar. Basta querer dar o pontapé inicial e experimentar os efeitos positivos do exercício físico. Agora, só uma dica: se você não é idoso, não espere tanto tempo para começar. Exercício físico é vida!